Marcadores

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Como ser legal no Facebook

-Aí ele entrou no mural dela e escreveu um monte de bobagem.
-Ah, jura?
-Sim, ele sempre faz isso, é um babaca.
-Depois vou ver no meu Blackberry.
No começo as pessoas entravam nas redes sociais para falarem da vida real. Hoje em dia percebo um fenômeno surreal: as pessoas se encontram na vida real para comentarem sobre as relações dentro da internet.
E como o povo a-do-ra uma fofoca, é comum sentarem em mesas de bar para falarem mal das pessoas sem noção... no Facebook!!!!!!
Nas minhas últimas andanças pelas reuniões de amigos é só o que rola nas conversas! "Nossa, você viu que ridículo as fotos do cara?", "Meu, você viu o comentário infeliz que a fulana fez no mural do ciclano?". É muito comum, inclusive, alguém sacar um ipad na roda para o povo desatualizado conferir a história.

Por isso, caro leitor, é importante você compreender que não é possível você criar uma personalidade maluca na net e achar que pode continuar sendo quem você é na vida real. Não dá. Sua vidinha virtual agora lhe acompanha nas festas, reuniões de trabalho e eventos familiares.

E como existe gente chata na vida real, existe também na rede social. Aqui estão algumas dicas de como ser o mais legal possível... dentro das suas possibilidades, é claro
Como está havendo um Orkutcídio entre todas as pessoas que conheço, vou então me concentrar no bom e velho Facebook.
Mil coisas loucas e erradas são cometidas diariamente no Facebook e ninguém está ao seu lado para lhe dizer o que deve e o que não deve ser feito por lá, mas pode ter certeza que dizem nas suas costas... bem no meio das festinhas!
Bom senso? Não podemos contar com ele porque as pessoas que fazem bobagem são justamente aquelas que não tem um pingo de bom senso.
Ah vá... jura???

Ok, vamos então às regras para ser legal:
  • Não pedir para pessoas absolutamente estranhas serem seus amigos.


    -Ei mãe, que tal a gatinha que eu
    chamei para ser minha amiga?
Não pode. É feio. Desde a época em que garotas não deviam ser escandalosas e oferecidas, é sabido que as pessoas devem primeiro se respeitar para exigirem respeito aos outros. Precisamos nos dar valor, e pedir para desconhecidos serem nossos amigos é tão triste quanto dizer "Boa Noite" ao Cid Moreira. (para quem não reconheceu, é a piada do cúmulo da solidão).
Qual o limite?? Bom, colegas da escola pode, mesmo que você nunca tenha conversado muito com o cara. Marido de amiga não deve, a não ser que vocês também se conheçam pessoalmente. Clientes e pacientes, depende da relação estabelecida. Sou amiga no Facebook do meu médico, hahaha. E o pior é que fui eu que convidei!! Mas é que achei que tinha a ver.
E, óbvio: se o cara não aceitar não insista. Acredita que eu já fiz isso?? Já mandei uma mensagem para uma (até então) amiga dizendo: "Ei, por que você não quer ser minha amiga no Facebook?". Ela me respondeu algo tão pesado que me fez chorar. Depois me aceitou e hoje estamos bem. Mas não faria isso de novo.
Sim, eu já fui totalmente inapropriada no Facebook. Hoje aprendi a ser mais contida.



  • Não sugerir amigos esdrúxulos para os outros.
O certo mesmo é não sugerir amigo nenhum porque, teoricamente, cada um sabe muito bem onde procurar seus colegas. Mas se você perceber que seu amigo está perdido no Facebook há mais de um ano sem se dar conta que os amigos de infância dele também estão por lá, pode então sugerir. Mas só se você tiver CERTEZA ABSOLUTA que ambos os lados ficarão felizes com a amizade virtual.
É como organizar a divisão das mesas numa festa de casamento. É importante ter noção de quem gostaria de conversar com quem. Sugerir, por exemplo, uma ex-namorada do cara é bobagem. Sugerir uma pessoa que você mesmo não suporta é empurrar o problema para o outro. Sugerir gente famosa só para mostrar que você é amigo de uma celebridade é babaquice (acham que isso não acontece? pois acreditem, aconteceu comigo).




  • Por respeito aos outros usuários, ponha uma foto no perfil.




  • O negócio chama "Facebook" justamente para você colocar a sua FACE no quadradinho correspondente. Entenderam?? Posso até acreditar que você não tenha uma foto decente para socializar na rede (eu também já passei por isso), mas então ache alguma imagem que tenha a ver com você. Uma mandala, uma Harley Davidson, a foto do seu cachorro, do seu filho, da sua clarineta ou qualquer outro amuleto que você tiver em casa. Mas mostre que você se dedica ao seu grupo e não aja como se você fosse você uma pessoa ocupada demais para se preocupar com uma rede social. É antipático e arrogante. Se for para ser assim, nem entre.


    • Nunca se esqueça que seus comentários estão soltos na internet.
    Pode parecer óbvio, mas para algumas pessoas não é. Por mais que você controle as pessoas que tem acesso ao seu mural, sempre é bom ter cuidados. Por exemplo nunca escrever: "Embarcando de novo a trabalho para Campo Grande, saco!!!!!!", "Pior que isso só minha chefe de TPM" ou "Estou querendo mudar de emprego, se alguém souber de algo me avise." Burrice, né?
    E não coloque nada que você possa se arrepender no futuro como, por exemplo, fotos de mulheres no motel (existe, eu vi!!!), fotos de você na balada com jeito de mano dizendo "uhuuuuu", fotos de você com carinha de biscate, dentre outras.
    Seja generoso com o que for mostrar nos murais alheios, ok?

    • Por favor, não divulgue tudo o que você estiver fazendo
    -Meu filho tá doente, vou avisar lá no Face.
    Pense o seguinte: a quem isso poderá interessar? Quem precisa saber a que horas você acordou num sábado ou que você está com uma mega insônia às 3 da manhã? Quem precisa saber que você está preso no trânsito? Ou que seu cachorro está doente? Ou que você está num almoço com a família?
    Se você souber de alguém que possa se interessar por estes assuntos, então pode colocar esta preciosa informação na rede, mas ponha também um pedido de desculpas entre parênteses por estar invadindo a vida alheia com egolatria desnecessária.
    Lembre-se que, por mais que você queira acreditar nisso, sua vida não é diferente de ninguém.
    Ninguém entra numa roda de conversa anunciando: "Oi, tudo bem, meu filho está com diarréia." O assunto até pode surgir no meio de uma conversa (não há nada de errado em você se preocupar com o seu pequeno), mas nunca deve ser a razão principal do seu comentário no mural.
    Tente postar sempre coisas de interesse geral: "O Flamengo ganhou, acharam o corpo do Bin Laden, um cachorro vira lata está desidratado precisando de adoção, o show da Maria Gadú é bacana, recomendo."

    • Manere nos links
    Sabe aquele cara que conta uma piada que ninguém acha graça e, mesmo assim, ele continua contando? Então, a mesma coisa com os links. Se você colocar um link e NINGUÉM "curtir" a sua contribuição com a rede, procure melhorar no próximo. Se, mesmo assim, a coisa continuar abandonada, esqueça os links por uns dias e fique só observando a dinâmica do seu grupo de amigos. O grupo tem interesses próprios e os assuntos dos links devem ser legais e interessantes para ELES não apenas para você.
    Lembre que a coisa é uma rede SOCIAL e não um espaço de divagações particulares. Para isso existem... blogs!!!! Hahahaha.



  • Cuidado com o seu nível de agressão e sarcasmo



    • -Tudo começou no facebook, diretor.
    Não estamos conversando ao vivo com as pessoas, portanto fica difícil subentender ironia e sarcasmo nos comentários escritos pelo Facebook. Você pode facilmente comprar uma briga internáutica E real com um simples comentário mal compreendido no Facebook. Se comprar uma briga for realmente o seu interesse, vá fundo e aguente as consequências.
    Mas se não, você pode minimizar a coisa tentando mostrar que está sendo engraçado. Para isso coloque no fim da frase uma carinha malandra (que eu particularmente detesto) ou uma risadinha do tipo "rsrs".
    Ex: "Nada é mais deplorável do que esta sua foto na Muralha da China ;o)".
    O cara até fica bravo e não entende a razão de tamanha rispidez, mas com a carinha fofa ele acredita que foi um comentário engraçadinho e, portanto, te perdoa.

    •   Assuntos do chat e mensagens particulares não devem ser divulgados
    • -Ele disse?
      -Não acredito.
    Chat e Mensagens são espaços reservado para fofocas, confissões e desabafos.
    Não deve sair de lá.
    Nunca socialize uma informação recebida por estes canais porque, se o assunto não está no mural, deve haver uma razão para isso. Respeite as normas e compreenda a ética do sistema para não ficar com fama de fofoqueiro.
    Entenderam?







    •  As fotos devem ser escolhidas e não precisam ser abundantes
    Você já foi visitar gente que coloca o vídeo do casamento ou da formatura para você assistir? É um porre, né?
    Eu já tive o desprazer de visitar uma casal e ter que ficar uma hora no sofá vendo um vídeo de parto!!!!
    Ou você já sentou ao lado de uma velhinha que saca da bolsa as fotos dos netos mesmo sem você ter esboçado o menor interesse em ver? 
    Pois é, pense nestas pessoas e se inspire no oposto disto ao colocar suas fotos e videos pessoais na rede. Ao invés de descarregar todo o pen-drive da câmera diretamente no álbum do Facebook, selecione umas 3 ou 4 fotos que possa trazer informações e beleza para os seus amigos.
    Colabore com a estética do mundo, a começar cuidando da poluição visual do seu mural.


    • Ser legal não custa nada.
    Por mais que você não tenha achado o bebê da sua prima uma graça ou não tenha achado lindo o cabelo novo da sua amiga, diga que gostou. Ou, pelo menos, "curta" a foto. Não custa nada ser bacana e dilpomático. Elogiar os outros, dizer coisas agradáveis e ser simpático é a lição número 1 para conquistar pessoas e ser querido. Exercite isso no seu dia-a-dia como também no seu Facebook. Gentileza gera gentileza!


    •  Trabalho, trabalho, Facebook à parte.
    Seu trabalho tem um espaço próprio dentro da rede, chama-se Linked in. Facebook não é lugar para divulgar seus projetos profissionais e nem fazer propaganda do seu produto. É um espaço de lazer, de bate-papo informal. Mas você pode ter um segundo perfil, reservado só para o seu negócio. Isso pode, mas nem sempre é bem recebido, saiba disso.
    Não é porque você se interessa por arquitetura que TODO o evento envolvendo o tema deva ser divulgado na rede. Poupe as pessoas do seu deslumbramento sobre um assunto específico, a não ser que o assunto for bem recebido e amplamente comentado e "curtido".
    Gente que leva trabalho para o Facebook provoca nos seres "normais" uma consciência pesada por estarem tratando de amenidades, easy-talk, enquanto o cara fica focado em trabalho o tempo todo.
    Resumindo: workaholics não são bem vindos.

    Eu mesma já cheguei a pedir desculpas por incomodar as pessoas com as notificações deste blog que vos fala. Tenho vergonha de postar ele todos os dias no meu mural. Mas aí veio gente pedindo para eu não parar de notificar lá no Facebook.
    Continuo, mas confesso que fico MUITO sem graça com isso. Já escrevi para uma amiga americana me desculpando pelo excesso de informações sobre o blog (que ela obviamente não deve ler) e sugeri, inclusive, que ela me excluísse do recebimento de notificações dela.
    Ela disse que não tem problema, mas deve ter achado uma ótima idéia me excluir, o que eu me deixa aliviada.
    Chato demais incomodar os outros.

    -Desculpa aí por incomodar vocês com meu blog diário no Facebook.

    Putz... tem tanta coisa que eu nem sei mais como continuar. Tem gente que bate papo no mural ao invés de usar o chat, gente que abusa de temas religiosos, gente que faz campanha do tipo "Coloca isso no seu mural se...", gente antipática que nunca comenta nada...
    E antes que alguém diga algo, devo adiantar que eu mesma estou longe de ser alguém híper legal. Na vida real e no Facebook.
    Mas estou tentando melhorar a cada dia, ok?

    E vocês o que acham desta história? O que está faltando aqui?

    14 comentários:

    1. Post didático, Claudinha. Gostei.
      Uma coisa que recomendo muito no Facebook é o recurso que você sugeriu à sua amiga americana. Em época de eleição, principalmente. Pra quê sofrer com as pessoas sem noção quando a gente pode simplesmente evitar de se irritar com o que elas compartilham?
      Claro que se as pessoas pensassem duas, três vezes antes de apertar o enter isso talvez nem fosse necessário. Mas não dá pra ficar fazendo exigências. Cada um vive e "facebooqueia" do seu jeito. Paciência.
      Beijos!

      ResponderExcluir
    2. Oi Claudinha, sou eu Ana Elisa, sua mais nova seguidora..;) hahaha...também não gosto dessas carinhas! Concordo com tudo o que você disse. Só acrescentaria as seguintes chatices do FB: convites para jogos sei lá do que; respostas que alguém deu sobre você (nunca sei do que se trata), gente que tira foto do prato de comida e, para mim, a pior: "cutucar" alguém! É demais.
      Seu texto está muito bom. Por favor, continue divulgando no facebook. Beijos

      ResponderExcluir
    3. Acho que o que voce acha chato, o outro talvez nao ache, e que algumas regras de "cortesia internauta"podem ate ser uma boa, mas dicordo de varias das suas dicas.

      Acho engracadissimo quando os meus amigos escrevem dizendo que acordaram tarde, que estao de ressaca ou presos no transito. E se eu estiverd e bobeira, ligo pro celular pra ajudar a matar o tedio do tal.

      Opcao minha, opcao deles. Vai ver somos muito mais chatos do que pensamos.

      Chato mesmo eu acho aquele que fica querendo dizer como e que os outros devem ou nao devem usar o seu espaco ( e nao e indireta pro seu texto nao), mas ja vi muita gente reclamando dos joguinhos do facebook.

      Ai que saco, ai que porre, ai que isso.

      Ue, nao gosta, e so bloquear as notificacoes do joguinho, bloquear o amigo ou jogar o lap top pela janela. MAs deixa o jogador em paz.

      no fundo, acho que "cada um sabe a dor e a delicia de ser o que eh"... e viva as diferencas!

      ResponderExcluir
    4. Inaiê, você me fez ver a coisa de um outro ângulo.Verdade! Chatos somos nós que ditamos as regras.E não há como haver regras para a chatura. Se houvesse ela já seria controlada na vida real também.
      Ana,querida, eu não aguentei e te cutuquei. Na verdade nunca soube o que era isso. To esperando para ver o que significa afinal.
      Sil, época de elição é realmente foda. Tenho algumas pessoas bloqueadas no meu face. Não dói nada nem para elas e nem para mim. Maravilha de recurso!!!

      ResponderExcluir
    5. Claudinha, adoro o rsrsrs, imagino na hora o Mutley! Eu vejo uma leveza na risada, pois, as vezes, a pessoa escreve sem a intenção de ser dura, o que é facilmente "confundível" na linguagem escrita. Poucas coisas me irritam no fb porque escondo o que não gosto. Detesto convites pra joguinhos. Não me lembro mais do que não gosto. Aliás, não vejo problema nenhum em você divulgar seu blog. Várias pessoas fazem e vou olhar quando o tema me faz ficar curiosa. Só clico no "like", quando realmente gosto. Clicar like pra tudo e todo mundo fica artificial.







      1

      ResponderExcluir
    6. Uma pessoa que não conhecia muito, já me agradeceu por ter aceitado seu convite, deu uma vontade de excluir depois...

      ResponderExcluir
    7. KKKKKKKKKKK!!!!!!!!!!!!!!
      "Obrigado por falar comigo!!!" Putz... essa foi péssima, Léo!

      ResponderExcluir
    8. Te procurei no Facebook e achei, confesso q fiquei decepcionada. sempre te imaginei gorda e feia.rsrs
      Ia te enviar um convite de amizade, mas lembrei do post, mudei de ideia.
      E depois de ler esse post, entendi pq tenho tão poucos amigos nas redes sociais, enquanto a maioria tem centenas ou milhares. Motivo: detesto gente chata, desconhecida e que manda recadinhos animados cheio de gliters.

      ResponderExcluir
    9. Todos me perguntam porque não tenho facebook, sou muito reservada, não gosto de viver postando fotos , sou bem humorada e converso bastante com meus poucos e bons amigos e conhecidos (tbém),enfim acho que quem quer vai lá, gostei muito das suas observações , tem muita gente que não tem a menor noção do que é estar numa rede social e educação é bom em qualquer momento, mas os adolescentes são uma caso a parte, tem lá sua "ética própria"... quanto ao sorriso... rss, acho interessante nas conversas on line uma maneira de demonstrar humor e suavizar o sarcasmo já que não contamos com a entonação de voz

      ResponderExcluir
    10. Léo, tente ver as coisas por outro angulo, pode se tratar apenas de uma pessoa muuuito educada, muitas amizades começam assim pode crer!

      ResponderExcluir
    11. Reencontrei nesse facebook tantas pessoas queridas e perdidas no tempo...adoro isso! Adoro ficar sabendo como meus amigos de infância estão, o que estão fazendo, ver fotos dos seus filhos...amei encontrar lá essa nossa blogueiro favorita, que há 16 anos havia sumido da minha vida!!!! Mas...odeio convites para joguinhos, e odeio milhares de ditadinhos, frases feitas, mensagens religiosas em quantidade exagerada que aparecem no mural. Mas, de repente tem alguma no meio que gosto muito! E que eu acabo recebendo porque elas existem, então agüento as outras, e passo reto muita coisa que não me interessa para ver o que me interessa. Viva a diversidade! Tenho muitos amigos no face, acabo aceitando alguns que não me interessam pois fico sem graça...tenho por exemplo vários alunos que não me interessam. Uma vez minha mãe me disse que não aceita quem ela não tem intimidade, pois se ficam muitos amigos, aparecem coisas demais no mural e, se ela fica uns dias sem olhar, perde muita coisa que seria mais importante...achei interessante!
      Lu

      ResponderExcluir
    12. Este comentário foi removido pelo autor.

      ResponderExcluir
    13. Gostei do que você escreveu, exclui um comentário porque errei.Vou tentar ser legal e parar de usar Facebook como um louco de pedra igual muita gente faz todos os dias.
      E quero dizer que quase tudo que vi até agora das pessoas que usam face e que da pra rir de cada ou perder a vontade de usar com coisas sem noção que tem la.Vou seguir seus conselhos.

      ResponderExcluir
    14. Certas bizarrices estão se disseminando. Acho deprimente essas viagens que fazem para Europa/EUA, menos de uma semana de estadia (3 dias é de foder), sem um puto no bolso além do que já está separado para eventuais comprinhas.
      Mas o que importa é postar, de lá mesmo, a foto na frente da Torre Eiffel, fingindo estar felizes. E como tem gente que cai na pegadinha!

      ResponderExcluir

    Se você não tiver uma conta Google e quiser comentar: escreva na caixa, assine (para eu saber quem escreveu!) e escolha a opção "Anônimo". Pronto! Seu comentário aparecerá imediatamente no blog.