domingo, 15 de maio de 2011

Come on baby light my fire

Com quem
você
deseja se casar?

Loiro,











                                 Moreno,




Careca,




                                                   Cabeludo,






Rei,






                        Capitão,                                                     Soldado,
                                        


                                                                                       

Ladrão.




    Moço bonito do meu coração.
                                                     Um,
dois,
três...

foguinho!!!
E a corda começava a rodar mais forte.



Na contra-mão da história, causando polêmica mais uma vez, hoje confesso: ADORO um homem fumante.

Já terminei um namoro de 4 anos (com planos de casamento e tudo) SÓ porque vi um cara acendendo um cigarro na brasa de uma fogueira. Naquele mesmo dia, fui na casa do meu namorado e terminei.
-Por quê?- ele perguntou sem entender nada.
Eu chorava e dizia que não sabia o porquê, que eu estava confusa, que eu não estava bem, blá, blá, blá, mas na verdade queria dizer:
-Porque você não fuma!!!! Porque você é saudável demais para mim!!! Porque você não sabe acender um cigarro com charme: fechando um olhinho, fazendo beicinho e, principalmente, porque você não entorta a boca de um jeito sexy na hora de soltar a fumaça!!!!!!

Sempre quis me casar com um homem que fuma, acredita? Uma vez fiz uma lista do que um cara precisava ter para se casar comigo. Juro. E acrescentei: PODE SER FUMANTE.
E consegui! Uhuuuuuuuu!
Agora pago os meus pecados esvaziando os cinzeiros e catando bitucas no jardim.
Torço para ele parar de fumar logo, não pelo cheiro e nem pela fumaça, que eu realmente não me importo, mas pela saúde, óbvio, porque não quero ficar viúva cedo e também pelo ENOOOORME rombo que o cigarro causa no nosso orçamento mensal. Eu economizo na Unimed, em sapato para os meninos e ele gastando... em cigarro? Ah, qual é!

Mas aqui posso confessar que rezo secretamente para que ele não perca o charme.

Eu tinha uma avó que me fazia carinho devagar, suave, com suas longas unhas vermelhas e me fazia dormir com o cheiro de cigarro que ela fumava escondido do meu avô (por 55 anos! e ele jura que nunca soube). Ela me reconfortava com o seu cheirinho de Carlton. Hoje tenho uma paciente que fuma o mesmo cigarro que ela. Quando a abraço, na hora de ir embora, demoro bastante para sentir o cheiro do cabelo dela por mais tempo e lembrar da minha avó que já se foi.
Adoro cheiro de cigarro no cabelo.
Meu marido fuma Marlboro que, para mim, tem cheiro de festa, de bar, de juventude e alegria.

Cafona, né? Mas o que eu posso fazer? Talvez Freud estivesse errado. Talvez um cigarro não seja apenas um cigarro...

Mas todo mundo tem seus fetiches. Qual é o de vocês?



5 comentários:

  1. Putz, ahi voce pegou...DESTESTO homem que fuma! Nunca gostei e se vejo fumando, ja elvis, baby! Tschüs, bye bye.
    Agora fetiche...hmm..sera que delicadeza pode ser considerado fetiche(interrogo). Sim, homens delicados (uma amiga um dia me disse, eh, nohs que gostamos de homens meio delicados..rs...). Nunca gostei do tipo macho, nao me atrai. Acabo sempre caindo nos mais doces, quietos, as vezes desmunhecados...ai, fazer o que...nem tudo eh perfeito nessa vida! hahaha.
    Beijos, minha flor.
    Eh bom a gente assumir nossos fetiches, mesmo quando eles nao sao lah muito saudaveis...rs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gosto de um homem delicado... nossa,como explicar o que a gente sente? Eu fico encantada quando eu vejo um homem mega vaidoso, com aquele jeitinho do encantado do filme Shreek. kkkkkkkkkkk É sério!

      Excluir
  2. Eu costumava ter um de vôlei, hahaha... o cara podia ser lindão, gostosão, tudo em ordem, mas se desse uma manchete estapafúrdia ou aquele toque de viadinho, ahhhh danou-se... Mandava ir comprar pãozinho...
    Com dois anos de casada e feliz, surgiu um joguinho descompromissado de família, fiquei até com medo. AAAAAAh e agora, e se ele sacar por baixo????? Não sei se vou aguentar... Mas UFA tudo bem, deu certo, meu alemãozinho deu conta dos 3 sets, ganhamos o jogo e na comemoração fiquei tão feliz que ele tinha passado na minha loucura que pulei muito alto, bati a cabeça no queixo dele e quebrei-lhe um dente! Olha a força e violência das insanidades da gente...

    ResponderExcluir
  3. KKKKKKKKKKKKKKKKKK, se voocês não fossem minhas amigas eu ia ter que mandar fabricar duas doidas para me acompanharem.
    "Nunca gostei do tipo macho"?"acabo sempre caindo nos desmunhecados"???? "sacar por baixo"? "manchete estapafúrdia"?.Quebrar dente de alegria???Hahahaha, tadinho!!
    Me sinto mais normal agora. Ufa.

    ResponderExcluir

Se você não tiver uma conta Google e quiser comentar: escreva na caixa, assine (para eu saber quem escreveu!) e escolha a opção "Anônimo". Pronto! Seu comentário aparecerá imediatamente no blog.