quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Os 2 filhos de Caetano

A polêmica é: Caetano Veloso contou a um jornalista da Folha de São Paulo que seus dois filhos, Zeca e Tom, são evangélicos. Mais especificamente da Igreja Universal. Quer dizer, além de crescerem ouvindo a chata, Branquinha e Magrelinha mamãe Paula Lavigne, eles agora também ouvem o bispo Edir Macedo. Coitados de Tom e Zeca.

Os dois foram um dia ao templo para conhecer e dizem que voltaram evangelizados. Nada contra os evangélicos, mas dar sua fé na mão de Edir Macedo achando que tá fazendo um bom negócio é como casar com o Maníaco do Parque imaginando que ele vai te tratar com carinho. Conheço idéias e pessoas bacanas dentro da crença evangélica. Eles não precisavam sair do Tropicalismo, andar round and round, no where to go, e cair direto no colo de um cara suspeito. Sim porque Edir Macedo não ficou famoso por cantar: "Não me amarra dinheiro não, mas elegância." Depois de todas as evidências inegáveis de que o cara é mau caráter, fica estranho imaginar que alguém ainda se iluda. Até Kaká e sua bela esposa já entenderam que esses bispos midiáticos, do topo da pirâmide, não são boa coisa.

Ele contou isso como se fosse apenas mais uma esquisitice vinda de sua mente excêntrica. Já ouvimos as coisas mais estranhas ditas por Caetano: que amava Menudo, que lavar louça é sua terapia, que considera Luan Santana um membro bem-vindo à MPB, dentre outras. Tudo isso é aceitável vindo do filho de Dona Canô (ou o filho da Chiquita Bacana que nunca morre). Mas dizer coloquialmente a um jornalista que seus filhos são membros da Universal e achar que todo o Brasil tem que encarar isso com naturalidade, já é demais!

Ele está bravo. Deu uma entrevista no última dia 19 dizendo que é uma "imbecilidade" alguém se preocupar com a vida pessoal e espiritual de seus filhos. Ele disse que continua sendo ateu, mas que os filhos caçulas escolheram outro caminho. Disse ainda: "Minha geração teve que romper com a religiosidade imposta, a deles teve que recuperar a religiosidade perdida". Não estou preocupada com a vida espiritual de Zeca e Tom. Eles que façam o que bem entenderem com suas vidas espirituais (e com o dízimo de suas gordas mesadas).

Não tenho nada com isso nem vem falar. O que eu não consigo entender é sua lógica. Eu queria mesmo era descobrir como foi este processo? Tudo bem que os pequenos leõezinhos, foram criados por um macaco complexo (tímido e espalhafatoso) e uma tigresa de unhas negras. Só isso já seria razão suficiente para procurarem Jim Jones e se meterem num ritual suicida coletivo. 

Mas, pelo que parece, também ouviram Irene dar suas risadas, foram à incontáveis Orações para Mãe Menininha e muitas missas de aniversário da avó em Santo Amaro. Tudo bem que nessas ocasiões, papai Caetano não devia ter despertado, porque ele sempre ajoelha e não reza. Mas pareciam ser uma família com princípios. Neste ponto não concordo com Caetano que a religiosidade estava perdida. Ela estava lá, estampada na revista Caras.

E foram crescendo no tempo (um senhor tão bonito quanto à cara deles mesmos...haha), se tornaram adolescentes e, de repente, gritaram: "Pai, você é muito Fevereiro, o que eu quero é Quaresma. Chega de chuva, suor e cerveja. Quem você pensa que é? O Super Bacana?"  Haja confusão para que, debaixo dos caracóis daqueles abundantes cabelos, duas mentes juvenis procurem amparo na batina do bispo...e não é o Tutú.

Enquanto isso seu pai ateu permanece esquisito. Está trabalhando com Pina Bausch, Win Wenders e continua procurando for flying soucers in the sky. E a existência destes garotos.... a que será que se destina?

5 comentários:

  1. Aplaudindo em pé aqui!
    Genial esse post :)

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Gostei, Claudinha! Ficou muito bem escrito e divertido! Ficou mesmo genial! Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Oi, querida! Muito bom mesmo, principalmente para quem já "caetaneou" e conhece um pouco a obra de Caetano (meu ratinho de PGE se chamava Caê!). Muito divertido e inteligente a maneira como vc inseriu os trechos das músicas. Amei!
    Não sabia dessa "novidade" de Tom e Zeca... mas tenho opinião semelhante a sua. E mais: fiquei Cho-ca-da! Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Excelente.
    Que mulher inspirada, meu Deus.Benzadeus. Continue iluminando sua mente brilhante.
    Adorei.
    é isso aí, figura pública tem responsas sim! (esse caetano,cada dia mais mala, unbelievable!)

    ResponderExcluir
  5. Puta merda!!!
    Eu ia morrer aos poucos se meus filhos escolhessem o mesmo caminho (e que não viessem rezar pela minha alma atéia que vai queimar no mármore do inferno).

    ResponderExcluir

Se você não tiver uma conta Google e quiser comentar: escreva na caixa, assine (para eu saber quem escreveu!) e escolha a opção "Anônimo". Pronto! Seu comentário aparecerá imediatamente no blog.