terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Doente, mas linda!

Hoje li uma reportagem da  revista Veja sobre novidades no tratamento da Esclerose Múltipla, doença que tenho há 9 anos. Ok, ok, sei que muita gente não sabia dessa porque não ando com minhas ressonâncias magnéticas penduradas no pescoço e ultimamente ando me preocupando com coisas mais importantes como: como inserir uma foto neste blog? porque demorei tanto tempo sem saber fazer pipoca caramelada?

Mas, voltando ao assunto, a reportagem tem uma ex-paquita, Louise Wischermann (vulgo Pituxa, "É tão bom, bom, bom, bom...") diagnosticada com a esclerose múltipla no Canadá, onde morava há 11 anos com o marido. E, querem saber? Lá ela não recebia a medicação gratuitamente e teve que voltar ao Brasil porque aqui, sim AQUI, existe o melhor tratamento gratuito para a doença no mundo! A doença não tem cura, mas os medicamentos são importantes para conter os danos, dentro do possível. No Canadá ela gastaria, em média, US$2.000 por mês para se tratar. Aqui é de graça e, se você não se adaptar à medicação (muita gente não se adapta porque os efeitos colaterias são barra pesada) existem outros 3 tipos de medicamentos, todos gratuitos. Volto a dizer: isso não existe em nenhum lugar do mundo!!

Resumindo: se você algum dia tiver esclerose múltipla, torça para estar no Brasil. E a piada é: o médico vira para a Pituxa e diz: "Tenho uma notícia boa e uma ruim para te dar: a boa é que você tem esclerose múltipla, a ruim é que você tem que voltar para o Brasil!!!" hahaha...

Eu trato no bom e velho HC porque é lá que as coisas graves devem ser tratadas. Pesquisas, equipe multidisciplinar e residentes bacanas, dispostos a aprender. Adoro o HC!! Estive na Neurologia como profissional e hoje sento no banco dos pacientes. Sou paciente do sistema público de saúde, apesar de ter minha carteirinha da Unimed na bolsa. Sim, existe possibilidade de ser feliz e saudável mesmo sem grana.

Por que estou falando isso? Só para a gente enumerar algo realmente legal que existe neste país. Faz bem lembrar dessas coisas. E faz bem lembrar também que é aqui na terrinha que acontecem as pesquisas mais promissoras no que diz respeito às possibilidades da célula tronco deixar de ser uma utopia.

Para quem se interessa, garanto: está tudo muito bom...bom, bom, bom com Pituxa. Sua luta agora é com a Convenção de Haia e seu marido que não deixam ela trazer o filho para cá. Sim, ela separou. Sim, ele não quis uma mulher doente, segundo o que ela conta. Convenção de Haia não convém em muitas situações. Mas isso é uma outra história que deve ser tratada num outro lugar...

O título deste post se deve a uma outra reportagem sobre a mesma Pituxa que termina dizendo: "Apesar de doente ela continua linda." Não sabia que doença e beleza eram grandezas inversas.

17 comentários:

  1. É, Clau, eu não sabia disso. Eu trabalhei (e estudei) Esclerose Múltipla por alguns anos. Fiz até uma pesquisa sobre qualidade de vida dos portadores(mas não publiquei). Botucatu também é um centro importante para o tratamento da doença. E, importante: no SUS!
    Um grande beijo, adorei o blog!
    Lets

    ResponderExcluir
  2. Oi Claudinha! Eu tb não sabia disso. Mas estou novamente por aqui, lendo o seu blog e adorando! Já me tornei fã! Bjo. Erika Midori.

    ResponderExcluir
  3. Eita que eu sou uma das que também não sabia. Mas fico feliz que isso não domina a sua vida.
    E também sou cliente do SUS. E da neuro do HC, rs. Só que ando chateada com o postinho daqui, que era tão bom e agora não tem o tanto de médicos que deveria pra algumas especialidades. O que faz com que a gente tenha que implorar/rezar pra conseguir uma consulta de rotina com a gineco. Nhé.
    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  4. Eu sabia. E eu que aproveitei essa magia de internet para conhecer de novo uma amiga que não sei por que cargas d'água deixei escapar na infância, aprendi a admirá-la ainda mais, sua força, seu foco e suas prioridades, fazendo com que a VIDA tenha muito mais valor e sentido do que uma condição médica.
    Um beijo Claudinha, adorei o blog!

    ResponderExcluir
  5. Que texto maravilhoso, Claudinha. Obrigada por me abrir os olhos para as coisas boas que o nosso Brasil nos dá na área da saúde, apesar de tudo. (Vou repassar para a Bebel!) Quanto à questão da briga da beleza x saúde, posso lhe garantir que no seu caso a beleza nunca perdeu nenhum pontinho! Você sempre foi uma menina linda, por dentro e por fora. Beijocas!

    ResponderExcluir
  6. vc é realmente muito bacana e vai continuar linda até mesmo quando já velhina e eu nem estiver mais por aqui. beijo Roberto (Gadelha)
    PS acho graça quando me lembro que Monica e eu fomos te encontrar em Chiloé !

    ResponderExcluir
  7. Uau! Que honra receber leitores tão bacanas e amigos. Que bom que posso compartilhar idéias com gente inteligente. Tô muito feliz! (e saudável! estou muito bem!). Beijos enormes em todos.

    ResponderExcluir
  8. Essa é minha prima!!rsrs
    Adorei o texto e o blog! muito legal...o seu pai está aqui em casa e mostrou pra gente ontem, todo orgulhoso!!!
    um beijão Luiza

    ResponderExcluir
  9. Hm, não foi! rs
    Então, eu te achei nos comentários do site da "agora famosa" Nina (o texto do SUS), achei você simpática e vim xeretar no seu blog........ e adorei! Vou acompanhar! :)

    ResponderExcluir
  10. é minha mae teve essa doença e realmente é muito dificil.
    que deus possa estar olhando por ela.

    ResponderExcluir
  11. Lindo texto! Linda mesmo é você!
    Lu Serbino

    ResponderExcluir
  12. Não sabia dessa de orgasmos múltiplos após os 30, já os prazeres em outras esferas já tenho há alguns anos. Sou bem novinho pra tudo isso! Agora vou ficar esperando esses misteriosos orgasmos múltiplos, vou enviar 3 vias!

    ResponderExcluir
  13. Hm, deixa eu fazer uma comentario, nao criticando a sua posiçao, mas a fonte.
    A historia do Canada parece mal-explicada, seja la' qual e' a origem. Mesmo que ela nao fosse "cidadona", o tratamento deveria ser gratuito pra qq residente. So' tem que entrar na fila. O sistema canadense de tratamento universal de saude e' um tesouro muitas vezes criticado, principalmente pelos ricos. Mas seu idealizador/criador Tommy Douglas (sogro de Donald Sutherland) e' ate' hoje considerado o "maior Canadense" de todos os tempos. Sei que esse fato nem a historia da Pituxa nao mudam em nada o fantastico scenario brasileiro em termos de tratamento e as suas vantagens. So' achei muito estranha a tal cobrança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é o fato dela não ser cidadã e nem o fato do sistema de saúde canadense não ser perfeito (ele deve mesmo ser impecável). Mas a história é verdadeira: nenhum país do mundo consegue dar um amparo melhor para a EM do que o Brasil pela variedade de tratamentos gratuitos. Tem gente que não consegue se adaptar com um tipo de medicação e aí precisa necessariamente de outro, e o Brasil é o único que tem 4!! Conheço várias pessoas que moravam fora e tiveram que voltar ao Brasil por conta do diagnóstico porque em outros países eles não são 100% gratuitos ou não são oferecidos na vairedade que eles precisam. É mesmo incrível, não é? Ponto para o nosso paisinho xinfrim no quesito Esclerose Múltipla e Aids!!

      Excluir
    2. Claro, acho que por ser "enxuto", o sistema canadense deve oferecer menos opçoes. Estao muito sobrecarregados em cuidar de doenças decorrentes da obesidade. Tai'! Que tal uma materia sobre obesidade? :D

      Excluir
  14. Cláudia, boa noite
    Tudo bem?
    Seu blog me foi indicado por uma amiga, a Inaiê.
    Acontece que há cerca de 1 mês meu marido foi diagnosticado com EM e desde então as pessoas tem me apresentando blogs de outros pacientes, porque neste momento eu preciso me situar para poder ajuda-lo.
    Li tudo o que você escreveu, me identifiquei com o seu modo de escrever, com as coisas que diz.
    Quis deixar este comentário para dizer que ler suas palavras me deram uma perspectiva melhor.
    Termino dizendo que concordo com este texto, onde você diz que aqui temos um bom tratamento para a doença.
    Meu marido tem sido muito bem tratado no HC de Ribeirão Preto.
    Obrigada por partilhar.
    beijos, boa noite

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elaine, poxa vida, quanta coisa! Me manda seu tel por email que ficaria feliz em te ligar: clafontegoncalves@gmail.com
      A turma do HC de Ribeirão é mesmo muito atenciosa.
      Bjsss e te espero

      Excluir

Se você não tiver uma conta Google e quiser comentar: escreva na caixa, assine (para eu saber quem escreveu!) e escolha a opção "Anônimo". Pronto! Seu comentário aparecerá imediatamente no blog.