sábado, 13 de agosto de 2011

Sabiá de biquini e... calção de banho??

Ok, o assunto é batido, mas não posso deixar de falar sobre isso aqui: Gente que passa a vida errando letras de músicas. Cantando em plenos pulmões, crente que tá arrasando.
No Orkut existe até uma comunidade sobre isso. Chama-se "Trocando de Biquini", referência à música que fez sucesso numa geração de moleques que não sabiam nada sobre BB King. Existe a variante "Tocando de biquini" que faz mais sentido:

"Tocando de biquini sem parar.
Sinto por dentro uma força vibrando, uma luz.
A energia que emana de todo prazer."
(Claudio Zoli)

Letra totalmente compreensível...

Meu pai fazia aula de violão e, certo dia, sentei para ouví-lo.
Ele então tocou, super concentrado, a música que estava aprendendo:
"Um velho de calção de banho, um dia prá vadiar, um mar que não tem tamanho
e um arco-iris no ar." (Tarde em Itapuã)

Tive uma crise de riso.
-Pai, não é o homem que é velho!! É o calção!! Não há nada poético em um velho usando sunga, vadiando em Itapuã.
Ele ficou bravo. Disse que um velho de sunga tem, sim, muita poesia.
Hahaha, estava defendendo a classe.
Agora vamos tirar a prova. O que é mais poético:

LULA, em:
Um velho de calção de banho





GABEIRA, usando:
Um velho calção de banho?






            ou












E... ponto para a sunga de crochê!!!!

Bom, e eu ontem, lavando louça, tive outra crise de riso lembrando do meu erro.
O CD é "O Grande Encontro 1" onde Elba canta com Geraldo Azevedo. Nunca tinha ouvido a música, então essa versão era a única que eu conhecia.
E, para mim, a letra era assim:

"Prá todo mundo eu dou psiu. Psiu-psiu-psiu.
Perguntando por meu bem. Psiu-psiu-psiu.
Tendo o coração vazio, vivo assim a dar no cio.
Sabiá vem cá também."


Incrível como eu passei exatos 16 anos da minha vida cantando isso sem nem desconfiar que poderia ser diferente. Estranho imaginar que meu querido Geraldo Azevedo se prezaria a cantar algo tão vulgar. Pior, MUUUITO pior que qualquer eguinha Pocotó.
Na minha cabeça oca a música tratava de uma mocinha subindo pelas paredes que estava a ponto de seduzir um sabiá. Minha idéia era algo bem nojento:

-Ei, pequenininho, fiquei sabendo que os sabiás sabem assobiar. Quer assobiar lá em casa?
-Só assobio chupando cana.
Não quero nada com mulheres no cio, enlouquecidas e pervertidas.

E a menina vive a chamar: "Vem cá sabiá, vem cá".

Estuprar uma arara é fichinha perto do absurdo de desejar um minúsculo sabiá. (vide post: Bizarrices aqui no Blog link aqui).
Como, meu Deus, como pude achar que a história era essa?
Mas no mês passado comprei na beira da estrada um CD do Luiz Gonzaga cuja dicção perfeita me mostrou a verdadeira letra da música: sem graça e repetitiva:
"Tendo o coração vazio, vivo assim a dar psiu..."
Dãããr.

Preferia viver na ilusão do que entender a realidade.

Para o meu pai, um velho de calção de banho é um charme. E daí? Deixa ele cantar errado, poxa vida!!!
Paris Histon se tocando de biquini é muito mais bonito que o velho e gordo o BB King (e BB King de sunga, então, deve ser uma coisa!!!)
Amo BB King, mas tocar o mesmo disco, sem parar... a mudrugada inteira?
Ah, me poupe! Que festa mais sem graça.
E a que horas as garotas vão colocar seus biquinis e começar a se tocarem?? Hahahaha....

E até que uma mocinha no cio, seduzindo um sabiá não deixa de ser interessante.

Mas, saiba, garotinha, que um sabiá costuma fazer um buraquinho e voar, voar, voar, voar.
E a menina que gosta tanto do bichinho: chora, chora, chora, chora...
Sabiás não são uma boa idéia.

Flora e Donatela sabem disso...



Patrícia Pillar, como cantora, é mesmo uma boa atriz.
E... ponto para Claudia Raia!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você não tiver uma conta Google e quiser comentar: escreva na caixa, assine (para eu saber quem escreveu!) e escolha a opção "Anônimo". Pronto! Seu comentário aparecerá imediatamente no blog.