quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Saindo das fraldas!!


Hoje o Brasilicus faz 1 ano!


E o que eu posso dizer sobre ele é que ele é um garotinho esperto e tem personalidade forte. É sociável, tagarela e a cada semana as visitas são mais abundantes. Aumentaram 130% desde o último balanço. Detalhe: mesmo quando não posto nada por 15 dias seguidos!
Eu abandono o blog e o menino se vira sozinho. Recebe os visitantes, recolhe comentários e aparece em cada vez mais sites (de gente que eu não conheço) que divulgam o trabalho que vem sendo feito aqui.
Legal isso!
Ele já tem parcerias próprias, frequenta lugares novos e é muito querido por lá.
É o relações públicas da nossa dupla para eu poder ser caipira em paz. Não divulgo em nenhum espaço além da minha humilde página do Facebook. Já me falaram para ter Twitter, mas tenho certeza que vou me irritar com ele.

E tem uma coisa que preciso dizer. Sabe qual tem sido a minha leitura noturna deste mês? O Brasilicus. E acredita que eu ainda me pego rindo de alguma coisa por aqui?
Comecei a reler meus próprios textos depois que uma amiga ressurgiu na minha vida há pouco tempo. Ela disse que quando soube que eu tinha um blog sentou e leu ele inteiro numa noite só, do primeiro até o útlimo post. Acho que foi a única pessoa que fez isso até hoje! Ela contou que teve a impreesão de ler um livro.

Fiquei então curiosa em saber qual seria a sensação de ler o meu blog do começo ao fim e resolvi fazer o mesmo.
E, gozado, ao contrário do que sempre acontece quando revejo um trabalho feito por mim, dessa vez eu gostei do que li. Preciso dizer também que ADORO as fotos que acompanham os textos. Ao ver cada uma delas eu me lembro da alegria que senti ao encontrá-las e, por isso, elas ainda me fazem rir bastante. Agradeço ao povo que deixa as imagens de lambuja no Google para eu poder usá-las (ilegalmente, é verdade).

Gostei de reler o blog porque, além do meu próprio conteúdo textual, percebo que o Brasilicus passou a ter vida própria, fazendo graça e tendo insights independentemente da minha vontade. Existem formações inusitadas aqui neste espaço. Coincidências gozadinhas que só percebi quando olhei para ele com este distanciamento.
Só assim pude ver que o drama feminino no caixa eletrônico foi ilustrado duas vezes :

Velhas no post "Quizz de Vênus"

Mijona do antigo post "Zona de Desconforto" 














E que no post dos Mários o Brasilicus colocou uma frase exatamente abaixo de uma outra para criar mais uma polêmica para a nossa coleção:
"O oposto de dor é prazer. O oposto de alegria é tristeza. O oposto de felicidade é ateísmo" (Mário de Andrade)
"Só um idiota pode ser totalmente feliz" (Mário Vargas Llosa)

Captou???
Seguindo a lógica do pensamento acidentalmente construido, só um idiota pode ser totalmente religioso e, portanto, questionar os dogmas é sinal de inteligência.
Mas essa verdade existe, veja bem, apenas se ambos os Mários estiverem certos. Se algum dos dois falou bobagem, os pilares da dialética se desfazem.
Incrível as frases estarem juntas (talvez pela primeira vez na vida) e a complementaridade delas ter passado despercebida pelos leitores. Ufa, ainda bem que existe eu aqui para decodificar as malandragens do Brasilicus com meus óculos 3D.

Porém, o triste de ler o blog novamente é perceber que os textos que ficaram para trás não são mais acessados. Apesar de ainda atuais, eles hoje estão com cara de obsoletos num mundo que clama por atualizações e novidades.
Por isso fiquei com uma vontade danada de transformar este primeiro ano de blog em um livro. As páginas iniciais de um livro não são mais antigas que as páginas finais. Todas parecem igualmente frescas e interessantes ao olhos do leitor. Pensei em dividir o blog por assuntos e transformar cada assunto em um capítulo. Não ia ser legal?
Pena que as fotos não poderão migrar para um livro... e nem os vídeos. Será uma perda lamentável!!
Vou usar a grana do Pag-Seguro para abrir uma poupança no caso do meu menino querer ser alguém na vida. Quem sabe um dia ele conseguirá sair do mundo virtual e virar... papel.

Ao relê-lo também gostei de ver como assuntos sérios e importantes podem ser tratados de forma bem humorada.
E viva as piadinhas e as mulheres peladas!!!
Pouca gente sabe, mas só inventei de ter um blog para me livrar do peso insuportável de assuntos pessoais graves que prejudicavam a minha vida há exatos 12 meses. E a escrita me salvou neste momento, apesar de eu nunca ter sentido a necessidade de mencionar os tais problemas em nenhum dos textos.
Era apenas uma maneira criativa e terapêutica de lidar com a densidade da vida. Um válvula de escape na minha busca rumo à insustentável leveza do ser, título do primeiro post aqui.

Por isso poucos textos são sérios e apenas alguns contém informações realmente técnicas. Entretanto, todos falam de assuntos importantes e muita gente me conta que passou a pensar diferente depois de ler o blog. Tenho orgulho ao ficar sabendo de pessoas cultas e inteligentes que gastam o seu tempo lendo meus textos. Mas, mais do que isso, me sinto feliz ao saber que tenho entre meus leitores fiéis pessoas que já me confessaram que nunca leram um livro na vida e, no entanto, lêem o Brasilicus todos os dias. Prender a atenção deste público é motivo de honra para mim.

Obrigada pelo prestígio, pelos comentários, pelos elogios e, principalmente, por eu ter me sentido ouvida e acompanhada neste ano que passou.
E vamo que vamo!!!


-Happy Birthday, Mr. President!!!

18 comentários:

  1. Tinha certeza de que este dia chegaria! Cada um dos seus posts merece virar páginas de um livro, pra poderem ser carregados, virarem presente entre amigos, pra divertirem pessoas, pra poderem ser lidos sem o preconceito da efemeridade que publicações da internet carregam.
    E vale lembrar que, quando leio seus posts em voz alta para alguém, o número de visitantes não é atualizado apropriadamente... e já fiz isso inúmeras vezes!
    Parabéns, Claudinha! Que venha o filhote do filhote!

    ResponderExcluir
  2. O que acrescentar??? Parabéns querida!!! Confesso que abria todos os dias o facebook só pra ver se vc tinha postado algum texto novo no seu Blog. Mas, entendo também que uma mãe de 2 meninos lindos, esposa, profissional,etc e tal, não tem tanto tempo para escrever todos os dias!! O importante é que vc não deixe de nos presentear de vez em quando! Adoro ler seu blog também!!! Bjos Flávia Airoldi Aguayo

    ResponderExcluir
  3. uhu!!! parabéns! nós é que ganhamos presente! bjs!! Vânia Vieira

    ResponderExcluir
  4. Parabéns! E que bom que você tomou a decisão de começar. Melhor ainda se você me disser que eu ajudei nessa decisão, hahaha Também adoro as imagens que você encontra e sei que já disse isso, o que eu não disse é que tenho o maior orgulho do seu blog. Sério mesmo ♥ Silvia

    ResponderExcluir
  5. Da para sentir seu coração generoso se esparramando em cada blog.Vc é uma beleza imensa, menina. Parabéns
    Raquel

    ResponderExcluir
  6. Claudia, você está se convertendo em uma caipira hiper sensitiva (re)vivendo seus tempos e conceitos do passado irreverente, buscando, desde seu refúgio campestre, os sinais da modernidade que a internet te fornece > Imagens e sons com cronicas bem escritas e divertidas. Este distanciamento crítico do baile funk da urbe, traz uma brisa fresca, ventos da água do grande lago, para aliviar nossas penas nesta selva de concreto. Feliz aninho!!

    ResponderExcluir
  7. Parabéns ,querida! Estamos muito orgulhosos do seu trabalho.O seu blog e muito importante para nos! Beijos . Seus pais.

    ResponderExcluir
  8. Clau linda,
    Reencontrar você foi um presente muito especial. Ler seu blog é uma delícia, tão inteligente, bem humorado, a sua cara! Continue!! no ritmo que você puder e que a vida de mãe-esposa-profissional permitir, mas CONTINUE!!
    Beijos, com amor,
    Lu

    ResponderExcluir
  9. Meus parabéns Claudia! Se você realmente for escrever um livo, por favor não deixe de avisar, pois quero ser um dos primeiros a comprar. Ainda não cometi a façanha de ler o blog inteiro, mas na primeira vez que o li fiquei boas horas preso a telo do computador. Continue publicando seus posts incríveis com seu belo senso de humor e crítica. Abraços

    ResponderExcluir
  10. ADORO!!!! Que seja o primeiro de muitos anos, e também o primeiro volume de uma série de livros! às vezes, na correria do dia-a-dia passo dias sem perceber usando internet exclusivamente pra cumprir a via sacra de conferir atualizações do FB gmail e hotmail. Aí aparece um post novo no blog e é sempre uma delícia, não só o texto em si, mas a sensação de absorver alguma coisa realmente interessante. Beijos

    ResponderExcluir
  11. Cláudia, Pablo Neruda dizia que a gente tinha de gostar do que a gente escreve. Se a gente não gosta, por que vamos exigir que o outro goste do que não gostamos? Portanto, o primeiro ato de escrever é o amor próprio, é se amar muito. E foi isso o que você fez nesses exatos doze meses, amando-se muito para amar a vida e aos outros, tornando menos triste, mais leve e alegre a nossa existência. Obrigado a Deus por você existir.

    ResponderExcluir
  12. Parabéns ao baby!!!
    Sim, blogs são exatamente do jeito descrito: crianças que se viram bem na nossa ausência. São xodós sem frescuras, digamos assim. O que acho mega aqui, é o nível dos leitores e dos comentários. E, precisou vir outra pessoa (ciuminho de taurina) pra você acreditar no que há muito te disse: seu blog dá um (BOM) livro.
    Concordo com todos comentários elaborados. Blogueiro roots não se liga muito em acessos. Escrever é uma necessidade de vazão, que extrapola o medo do julgamento público, a incompreensão de pessoas próximas, a ausência de leitura dos familiares... É um canto possível, sempre viável, num mundo em constante mudança. Bem, poderia citar 500 possibilidades positivas, mas só queria te dar parabéns. Fico orgulhosa de que ilustres desconhecidos desfrutem de sua inteligência graciosa e de seu senso de humor agridoce.
    Vc ainda, mesmo que não queira, vai ser famosa...rsrs.
    Beijos, amo amo vc! (sim duplamente)

    ResponderExcluir
  13. Vamos lá!!! Confesso que não sou daquelas que gostam de ter rotinas e compromissos marcados todas as semanas no mesmo bat horário e bal local, aliás ODEIO, e talvez por isso não lia muito suas postagens, porém com muito orgulho tenho uma outra confissão a fazer neste DIA TÃO ESPECIAL: não li seu blog porque tenho INVEJA DA GRANDEZA QUE VOCÊ SE TORNOU !!!!!!
    Mas não se preocupe AMIGA, IRMÃ AMADA ..... é daquelas invejas boas, excelentes .... e isso se deve muito aos dois dias que passamos na praia conversando , conversando. Para aqueles que não conhecem muito a NOSSA HISTÓRIA de 34 anos tenho que dizer que posso identificar agora neste momento com meus 38 aninhos de vida que você é a pessoa mais generosa que existe na face da terra!! Eu sei o que significa parar de pensar nos seus problemas internos e se dedicar a fazer pessoas esquecerem dos seus. Tenho inveja do lugar que você mora, por não ficar nesta loucura de querer sempre mais.... mais empregada.... mais carro novo... mais escola de renome para os filhos.... mais corpo perfeito ... e deixar de lado o essencial... nossa essência, e isso não quer dizer que ela tenha que ter um padrão.... ela É EXCLUSIVA e tem que NOS TORNAR MELHOR PRA NÓS MESMOS.
    Engraçado, mas na última Isto é que acaba de chegar em casa li ontem, no meu momento de reflexão (minuto comigo mesmo no toalete) um texto de Ana Paula padrão: "Você reconhece quando chega a felicidade?" e ele fala justamente dos momentos que somos felizes e que estamos tão absortos no nosso dia dia que não nos damos conta que estamos sendo felizes e que só percebemos isso quando ele já passou. PUXA SE LEMBRA DE TUDO QUE FIZEMOS EM QUE ESTÁVAMOS SENDO FELIZES SEM PERCEBER?! DARIA PRA ESCREVER OUTRO LIVRO!!! E é por isso que vou declarar aqui PUBLICAMENTE QUE AMO MUITO VOCÊ E SOU MUITO FELIZ EM CADA MOMENTO QUE ESTOU COM VOCÊ E POSSO CONVIVER COM AS QUALIDADES E DEFEITOS QUE EXISTEM DENTRO DE VOCÊ E DE MIM. Parabéns ao seu filho caçula e que ele tenha muita saúde criativa para permanecer por muito tempo ainda ativo, mesmo que uma vez por semana. Bjs, Marcela Durán

    ResponderExcluir
  14. Rogério Rodriguesdomingo, fevereiro 19, 2012

    Grandes escritores nasceram de pequenas brincaderias que ao se comunicar encantaram, encorajaram e fizeram parar muitas mentes aceleradas e necessitadas de reflexão, desafios e novas metas !
    Parabens pela Data !

    ResponderExcluir
  15. que venha o livro!!!

    Vc ja pensou em colocar anuncios no blog? O blogspot tem essa opcao. acho que se chama monetize.

    quem sabe nao e o seu patrocinio pra impressao do blog?

    ResponderExcluir
  16. Que bom que resolveu publicá-lo, Clau, fico feliz. Acho que uma das grandes qualidades do blog é justamente não ter um público específico, de "falar" para públicos diversos (e cada vez maiores. Ele tem vida própria sim, tanto que foi divulgado no twitter! rs (sim, eu gosto daquele lugar). Agora eu quero o livro com direito a noite de autógrafos...rs.
    Um grande beijo e feliz aniversário para o filhinho caçula!

    ResponderExcluir
  17. Ah eu também li seu blog numa paulada só!! delicioso!
    ;-)
    bjs

    ResponderExcluir
  18. Os textos que ficaram pra tras e nao sao mais lidos nao ficaram pra tras. Eles estao aqui. Pra sempre. Isso e' uma coisa MUITO imensa de se imaginar. Sabe uma conversa divertida que a gente pode ter tido ao redor de uma mesa e que alguem falou algo super inteligente ou uma boa sacada? Quando e' so' falado, fica no ar, mas nao temos ainda a capacidade ou o talento de acessar essa informacao que ficou no ar. Mas o que vc escreve sim. E' tao inteligente e bem sacado, tao precioso que fica guardado nesse espaço que agente consegue acessar. Pra sempre. Isso e' MUITO grande...

    ResponderExcluir

Se você não tiver uma conta Google e quiser comentar: escreva na caixa, assine (para eu saber quem escreveu!) e escolha a opção "Anônimo". Pronto! Seu comentário aparecerá imediatamente no blog.