quarta-feira, 18 de abril de 2012

Red Light

Durante toda a minha vida de psicóloga/namorada/amiga eu já ouvi duas versões da mesma história. Vamos ver qual é a versão de vocês.
Cena: o seu companheiro chega do trabalho e lhe diz, amigavelmente:
-Vamos ao shopping comprar umas camisolas bonitas para você, querida? Tô achando os seus pijamas tão gastos e velhos. Ô, tadinho do meu amor!

Acabou. Só isso. Agora vamos às reações:
Algumas mulheres ouvem isso com alegria: "Oba, ele me deseja e pede que eu fique linda. Que bom! Vamos logo comprar essas camisolas.". Mas outras ficam com o orgulho ferido: "Camisola sexy?? Por que? Só eu já não te  basta?? "

E, neste caso, uma frase besta como esta pode dar margem para brigas homéricas, ressucitando traumas, complexos, raivas e cobranças:
-Querida, desculpa, mas eu precisava te contar que não é normal uma mulher dormir com o marido vestindo moletom e camiseta velha.
-Sim, eu entendo, mas por que você sempre fala de um jeito que acaba com a minha auto estima?
-Porque não dá para lidar com a coisa de uma maneira sutil! Se eu te dou uma lingerie sexy, como já comprei muitas, dando indiretas que eu quero um sexo mais apimentado, você joga o presente no fundo da gaveta ao invés de usar.
-Porque pinica, entra na bunda e o arame do sutiã dói!!!!!!!!!! 
-Engraçado, por que é que nas outras mulheres não dói?
-Outras mulheres??? Ah, aquelas aquelas vagabundas que trabalham no seu escritório? Nelas não dói? Você já investigou?
-Amor, não seja infantil. A verdade é que você anda relaxada, sem vaidade e se esqueceu que é uma mulher linda.
-Culpa sua! Relaxado é você que me fez esquecer de ser mulher. - já chorando.
-Porque o seu pijama é tão brochante, mas tão brochante que eu nem lembro que existe uma mulher por trás dele!!!!!!!  

E por aí vai, madrugada afora. O cara pedindo para a esposa ser mais atraente e ela se sentindo ofendida.

Curiosidade inútil de hoje 1: Até a gostosa Demi Moore ouviu reclamações do seu marido que, elegante e discreto, jogou no Twitter uma foto dela (ao lado) com uma calcinha beje e sem graça, reclamando do modelo demodê. 
Marido besta! 
No mesmo ano o casamento terminou, uma vez que Ashton Kutcher foi flagrado procurando calcinhas mais ataentes pela cidade.


Porém...  se a mulher é apimentada e vaidosa o cara TAMBÉM RECLAMA!!!
Marina e Roxanne eram assim: super eróticas e viviam todas faceiras. Mas os parceiros não achavam iso nada legal.

"Roxanne, you don't have to put on the red light. (...)
Roxanne, you don't have to wear that dress tonight. (...)
I know my mind is made up, so put away your make up."
(The Police)
Tradução tosca: "Roxanne, vc não precisa acender a luz vermelha, nem usar o seu vestido esta noite. Já decidi, jogue fora a sua maquiagem."


"Marina morena Marina você se pintou
Marina você faça tudo, mas faça um favor
Não pinte esse rosto que eu gosto e que é só meu
Marina você já é bonita com o que deus lhe deu".
(Dorival Caymmi)

Curiosidade inútil de hoje 2: "Marina Morena" é o nome de uma filha do Gilberto Gil (acima) que se casou com Fernando Torquatto, o famoso MAQUIADOR DAS CELEBRIDADES!!!! Hahaha, não é uma piada uma Marina Morena se casar com um maquiador? E o pior é ele realmente não a maquiava e deixava ela ir nas festas como mostrado acima, apenas com o que Deus lhe deu.
Bom, mas agora o casamento deles também já acabou. Talvez por ele não a maquiar como devia, ou, talvez, justamente por ele ser, bem, um...maquiador. Talvez Marina fosse muito blush para o pincel de Fernando.
Desculpe, Marina Morena mas eu tô de mal!

É de se pensar que um cara que não queira uma mulher muito fogosa e atraente, no fundo, no fundo, não dá conta do recado. Ou talvez seja um ciumento enrustido, morrendo de medo dos outros homens também a acharem linda.

Resumindo: eu não entendo todo este drama que acontece durante as exigências com a vestimenta noturna/íntima.
Sim, porque precisamos lembrar que roupa é apenas um símbolo do meio de toda a discussão. O que importa mesmo é o comportamento que emana de tais peças. É importante dizer que não é exatamente a calcinha linda ou o moletom velho que vem ao caso, mas a atitude por trás dessas escolhas.
Ah, e vale lembrar também que a reclamação pode vir dos dois lados. Homens que se deitam com camisetas furadas e cuecas sem elástico podem receber as mesmíssimas queixas, só que as mulheres costumam ser mais educadas.

Está mesmo cada dia mais difícil compreender as exigências dentro das relações.
Uma sábia senhora italiana que eu conheço disse que, na época dela, para um casamento dar certo uma mulher só precisava: "ser uma dama na rua, uma puta na cama e ter memória curta".
Hahaha, adoro este último item.
Mas, hoje, a verdade não é bem essa. As vezes precisamos ser uma puritana na cama, uma executiva na rua e ganhar dinheiro. Ou precisamos ter menos amigos na rua, roncar menos na cama e servir sobremesa. Ou precisamos.... ah, são muitas variáveis.

Minha experiência acompanhando a vida íntima de muitos casais mostra que sempre haverá reclamações. Ou pela falta de pimenta ou pelo excesso.

"No meu temperamento tem um pouco de pimenta.
 Não é todo mundo que gosta, nem todo mundo que aguenta."
(Clarice Lispector)

Conclusão: ou as calcinhas estão velhas e gastas ou são desnecessariamente rendadas.
E assim sempre será... amém.

4 comentários:

  1. Hahaha! Muito incômodo? Ninguem ainda deixou um comentário aqui: "ah, isso acontece direto comigo e o/a fulano/a..."

    ResponderExcluir
  2. Mas uma vez, você pegou no veio (não “véio”), atingiu a espinha! Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Você está certa, Cláudia, às vêzes a gente se engana, pensando que está tudo bem e vem aquele comentário que te joga no chão. A vida é uma corda bamba: ninguém está seguro de nada, vamos, pois, ficar atentos, vestir as nossas melhores roupas, curtir nossos melhores momentos, deixando sempre acesa a luz vermelha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo! Um viva para a luz vermelha DENTRO dos relacionamentos (porque fora ela sempre existiu, né?). Bjs Paulo. Adoro seus comentários.

      Excluir

Se você não tiver uma conta Google e quiser comentar: escreva na caixa, assine (para eu saber quem escreveu!) e escolha a opção "Anônimo". Pronto! Seu comentário aparecerá imediatamente no blog.